Meus heróis morreram de overdose…
Cazuza   (via efetiva)
Posted 5 February 2013, 1 year ago | 1,620 notes | reblog this post
(originally s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r / via voices-of-inside-me)

if i look back, i am lost.: Talvez eu seja só uma miragem

soliloquiar:

Tenho dúvidas sobre minha personalidade. Acho um tanto complexo. Pergunto-me que tipo de pessoa sou, ou quem pareço ser. Atribuo-me várias personalidades - as que pertencem a mim de certa forma - e tento visualizar-me de fora para dentro, noutra face e nome. Desta forma, concluo quem hei de ser,…

Posted 5 February 2013, 1 year ago | 229 notes | reblog this post
(originally cantigas / via fckraw)
Eu nunca mais escrevi pois não brotam mais flores do céu da minha boca, não há mais felicidade para se discorrer sobre, e nunca mais vi os pássaros no parapeito de minha janela. Eu só vejo a neblina cor de penitência e julgamento. Minha boca possui outros gostos e meu olhos buscavam incansáveis por algo que sacrificasse esse vazio que me cegou. A fumaça que escreve no ar a minha sentença de morte é a mesma que criou um tumor no meu coração. Sou insano, não tenho hora para voltar e não me lembro como é se preocupar com a opinião alheia. Quero fechar os olhos e esquecer como é que se vive, pois não me resta mais nada a não ser o que é profano. Então lhe digo adeus, pois os calmantes não surtem mais efeito e meus pés estão fatigados de caminhar na direção do que é correto, minha bússola é o impulso e minha âncora são as consequências, você é apenas efeito colateral que eu curo com um copo de vodka misturado com um bom trago de amnésia.
Constantino  (via sussurroscalados)
Posted 5 February 2013, 1 year ago | 375 notes | reblog this post
(originally vanglorio-deactivated20130102 / via fckraw)
Posted 2 February 2013, 1 year ago | 2,016 notes | reblog this post
(originally iansmolderholic / via fckraw)
Posted 28 January 2013, 1 year ago | 2,955 notes | reblog this post
(originally vodkabars / via fightfor-yourself-deactivated20)
Desista do seu orgulho, ele sim não vale a pena.
Posted 28 January 2013, 1 year ago | 27 notes | reblog this post
(originally pequenaotimista / via sonetosparaamar)
Ah, mas tudo bem. Com o tempo, todo mundo se acostuma. As pessoas esquecem umas das outras com tanta facilidade. Como é mesmo que minha mãe dizia? Quem não é visto, não é lembrado. Longe dos olhos, longe do coração. Pois é.
Caio Fernando Abreu (via soliloquiar)
Posted 27 January 2013, 1 year ago | 25,818 notes | reblog this post
(originally antalgico / via fckraw)
Eu quero ficar só, mas comigo só eu não consigo. Eu quero ficar junto, mas sozinho só não é possível… É preciso amar direito, um amor de qualquer jeito. Ser amor a qualquer hora, ser amor de corpo inteiro. Amor de dentro pra fora, amor que eu desconheço. Quero um amor maior, um amor maior que eu.
Jota Quest.   (via soliloquiar)
Posted 27 January 2013, 1 year ago | 21,593 notes | reblog this post
(originally palavrisses / via fckraw)
O individual me atrai. Dificilmente desabafo com as pessoas. Prefiro guardar pra mim mesmo e continuar fingindo que não sinto nada.
Pedro Pinheiro.   (via soliloquiar)
Posted 27 January 2013, 1 year ago | 20,959 notes | reblog this post
(originally versificar / via fckraw)
Posted 27 January 2013, 1 year ago | 160,295 notes | reblog this post
(originally fyeahmovieclub / via gopsyduck)

Anda foda pra falar de felicidade.

Posted 23 January 2013, 1 year ago | reblog this post
Posted 18 January 2013, 1 year ago | 14,324 notes | reblog this post
(originally paralovemore / via gopsyduck)